Todos os textos são originais e propriedade exclusiva do autor, Gasolina (C.G.) in Árvore das Palavras. Não são permitidas cópias ou transcrições no todo ou/e em partes do seu conteúdo ou outras menções sem expressa autorização do proprietário.

sábado, 3 de abril de 2010

Fabular(es)-8ºEnsaio (sobre uma Foto de Silvestre Raposo)

[Um pó finíssimo não assenta, traz odores a cascos, bosta morna de cavalo, um travo de suor acidulado da jaqueta apertada do cavaleiro, vai poisando devagar e sobre os cabelos, engole as gargantas, suja as unhas que coçam sem dono]

- Gosto de cavalos.

- Eu também.

- Um dia hei-de nascer cavalo e ninguém me apanha.

- Até ao dia do domador...

- Não. Nunca há esse dia para os cavalos.

[As selas foram ensebadas e as crinas da cabeça fecham-se numa trança. A mulher roda na saia longa abrindo-a como abas de chapéu, meneios, pata, trote, há ecos nas paredes enferrujadas pelos tempos e a noite escorre na cor do cavalo]

- Vou tirar uma fotografia...

- Não vais conseguir.

- Ora, porquê?! Claro que consigo!

- Só consegues o que vês, nada mais.

- Vou esmerar-me.

- Fecha os olhos e dispara a tua máquina.

[Um fio de vento obriga os rostos a abrigarem-se, o pó tornou-se nuvem castanha, relinchos e ferraduras calcam as marcas dos passos bailados]

- Já tirei!

- Ainda bem. Quando a revelares vais ver o que te dizía.

- Que seja, melhor ainda!

- Hás-de ver-me a correr quando nascer cavalo.

[Aplausos, pelos arreios seguem a mão que os afaga, roçam focinhos, piscam-me o olho]

6 comentários:

Silvestre Raposo disse...

Ana o que escreveste é uma maravilha, que vai muito além daquilo que a foto mostra. Estás noutra dimensão, muito mais para lá daquilo que os olhos podem ver.beijinho

Vicktor disse...

Querida Gasolina

Que bonita homenagem a uma fotografia que imano magnífica. O Silvestre está de parabéns pelo merecimento.

Um diálogo como só tu conseguirias escrever... um enleio de sentimentos...

Beijinhos.

Gasolina disse...

Silvestre,

O mérito a quem o detém.
Não fosse a tua foto e as palvras não teríam nascido.

Obrigado. Por me teres dado a oportunidade de a ver e de poder escrever sobre essa fantástica fotografia.

Beijo grande

Gasolina disse...

Vicktor,

A fotografia é IMENSA.

vale a pena conferir: vai ao fb e procura pelo Silvestre Raposo. Assim que deres com os olhos nela vais saber qual é.

Alien8 disse...

Não vi a foto. Vou ver se a vejo.
Mas o ensaio ajuda.

Papoila - BF disse...

Senti o cheiro pela tua descrição... e gravei a foto na imaginação:)
Liberdade