Todos os textos são originais e propriedade exclusiva do autor, Gasolina (C.G.) in Árvore das Palavras. Não são permitidas cópias ou transcrições no todo ou/e em partes do seu conteúdo ou outras menções sem expressa autorização do proprietário.

terça-feira, 9 de junho de 2009

Dimensão

As palavras não têm retrocesso. Depois de ditas, cantadas, cuspidas, escritas não se pode voltar atrás. Mesmo que no pedido da desculpa o perdão seja uma lança a enterrá-las, sempre haverá a mancha adocicada ou a nódoa que para todo o sempre reavivará ao menor sinal de dúvida.
É que as palavras são feitas de carne. Podem acariciar como uma mão nas costas ou magoar como um soco no estômago.
As palavras são alma. Desenfreiam tempestades e revelam a luz da confissão.
As palavras são homens, são mulheres.
Usá-las levianamente é o mesmo que emitir ruídos. Silenciá-las no tempo certo é a eloquência maior. Proferi-las é dar de si. Escrevê-las é entrar na 5ª dimensão.

6 comentários:

escarlate.due disse...

:)
ou na 6ª
na 7ª
na 8ª
ficam marcadas
:)

Gasolina disse...

Escarlate,

Dimensão no conceito de paraíso.
Para quem acredita nele, claro.

Beijo

jardinsdeLaura disse...

Gasolina,

Este seu texto é sublime! Define de forma milimetricamente exacta as palavras, a sua força e sobretudo o seu carácter "quase" irreversível! Digo quase porque acredito no arrependimento e porque acho que todos temos direito a uma segunda "chance"!
Voltarei... é certo!

Gasolina disse...

Jardins de Laura,

Muito obrigado pelas palavras.

É o que eu acho mesmo que elas são: uma arma contundente e uma mão cheia de carinhos.

Mas isto acho eu. Que ainda acredito que a palavra tem a força de um documento juramentado a sangue.

A Árvore dá sombra a quem vem por bem. Por isso, sempre que te apeteça.

Laura disse...

Palavras... pois.
Busco as tuas, aqui, como se fossem seiva. A tua árvore ajuda-me a manter o meu sorriso de luz.

Um beijo.

Gasolina disse...

Laura,

Que de seiva as tuas alimentam igualmente esta árvore.


Abraçadamente.