Todos os textos são originais e propriedade exclusiva do autor, Gasolina (C.G.) in Árvore das Palavras. Não são permitidas cópias ou transcrições no todo ou/e em partes do seu conteúdo ou outras menções sem expressa autorização do proprietário.

segunda-feira, 22 de março de 2010

É hoje

Não sou de ameaças, perdería a tez da intenção e a voz fugir-me-ía para a gargalhada. Escárnio, claro, até mesmo verrugosa e essa coisa dos avisos deixo para os sensatos do mundo que eu tantas vezes caminho a quatro como as bestas. Sou eu, eu disse que a árvore não estava seca e com a Primavera a estalar livrei-me de galhos indecorosos, guardei o cheiro do verde e eis-me.
Vigor de palavras, muitas, tantas quantas as raízes que capilarmente sugam mundos interiores e renovam a cada folha o que os homens acham por bem denominar estações, trago folhas, lembro estações, em breve flores, mesmo as carnívoras da alma na condição pequena de me atafulhar de sentires quando os devería (sentimentalmente) dizer palavras, só palavras bonitas.
Mas como não sou de ameaças deu-me para trepar à árvore sem anúncio de data festiva, hoje, como ontem, fascinada pela queda e pelo subir de novo.

11 comentários:

augusto, um entre mil disse...

Só peço uma coisa: não incomodes os pássaros que estão nos ninhos...

marisa disse...

Eu fico feliz...
Um beijo
marisa

Gasolina disse...

Augusto,

Se olhares melhor, ver-me-ás dentro do ninho.

Gasolina disse...

Marisa,

Saudades tuas e da tua doçura.
Obrigado por sempre regressares.

Eu (agora) também estou feliz.


BEIJO

tiaselma.com disse...

Volto à seiva que jamais deixou de me alimentar, estivesse ou não a árvore sob o sol.

Beijocas muuuuuito saudosas.

Gasolina disse...

Selma,

Obrigado por voltares.

As palavras têm-se aconchegado ao papel como a seiva à árvore.

É Primavera.

Beijo enorme com saudade sim.

arabica disse...

:)

Vicktor disse...

Querida Gasolina

Também eu me renovo... também eu de Outono e Inverno me torno primaveril no prazer muito grande, imenso, de te ler...

Quando leio as tuas palavras sempre sinto o teu olhar profundo de que um dia me encantei...

Beijo-te.

Gasolina disse...

Arabica,

Sorrio pelo contágio mas também porque é tempo de sorrir.


:~D

Gasolina disse...

Vicktor,

Sempre de uma gentileza!

Obrigado.

Principalmente pelo teu sempre estar tão perto.

Abraço apertado

Papoila - BF disse...

Ao sabor dos sentires vais germinando as folhas nos teus ramos :)

BF