Todos os textos são originais e propriedade exclusiva do autor, Gasolina (C.G.) in Árvore das Palavras. Não são permitidas cópias ou transcrições no todo ou/e em partes do seu conteúdo ou outras menções sem expressa autorização do proprietário.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Tejo (O Regresso)

De novo ele e eu, confronta-me chumbo não sei se dos humores do céu se hoje lhe deu para me mostrar a sua força e a saudade era tanta que eu dou permissão para a canalhice fadista tomar prumo e uso-o como tala para me endireitar.
Sou eu sim, lá porque disse que não te escrevía mais não quer dizer que a água secou na saliva com que te penso e monopolizo na distância de duas margens que do outro lado também és meu tão mais do que a boca te fala.
És tu sim, sempre foste perdição das minhas linhas e o fim é um número feito de três letras que se deixa sentir ter importância mas não vale nada se ao bastante para se viver se doa o respirar.
De novo nós, Rio, tão novo como da última vez.

21 comentários:

Arabica disse...

Vim ver de ti.


Beijo


E o rio flui...

Vicktor disse...

Querida Gasolina

Um dia destes deixei-me embalar pelo teu, pelo nosso Tejo... e pensei em ti...

É bom saber-te a beijá-lo... boas novas por certo...

Também eu te beijo com carinho.

tiaselma.com disse...

O Tejo e a escritora hão de sempre me assombrar e encantar... Como agora.

Beijocas de outro Rio. De Janeiro.

Teresa Durães disse...

também adoro o Tejo e atravesso-o todos os dias!

triliti star disse...

e que te banhes e as águas sarem as tuas feridas...

SONY disse...

Vive-o!
Amas mesmo esse RIO!!!

Um beijo enorme...aproveita-o, escreve-o, pinta-o!

Aqui hoje choveu...ultimamente tem chovido...

Sony

Mateso disse...

Vale a pena ( o rio) ,como dizia o poeta, tudo vale a pena.
Bj.

Vieira Calado disse...

Os rios são sempre novos!

Refazem-se em mil tons

e trazem-nos a frescura

do encantamento duradoiro.

Meus cumprimentos

isabel mendes ferreira disse...

(apetece dizer: perdidamente!)




rio.


regresso.


luz.


espanto.

tiaselma.com disse...

Cadê minha amiga? Em que astros se esconde?

Beijocas.

SONY disse...

vim deixar um beijo grande:-)
Sony

smille

triliti star disse...

...e as pedras roladas vão ficando cada vez mais gastas, cada vez mais macias.

isabel mendes ferreira disse...

e re.vim.


espero que esteja bem.

RB disse...

O ritmo do texto é estranho, mas isso é bom porque faz-nos regressar ao início da frase e reler tudo várias vezes. Dá luta...

Tchi disse...

Sempre rio. Leve. Aprumado.

Beijinhos.

f@ disse...

® i 0 sem m a r gens e o re fresco de te ler…
Sempre a pureza sublime das pa l a v r a s na água…

!nfinito beijinho

Papoila disse...

Nas águas que correm dos sentires...
Sempre bela a tua escrita.
Um beijo para ti
BF

f@ disse...

® i o sempre o mesmo e sempre n o v o ..
No leito e nas m a r gens des a p a r e c e o ©éu no espelho de prata…
...
!menso beijinho

triliti star disse...

estou à espera
(sim, lá porque disseste que não escrevias mais...)

Arabica disse...

Ausência notada.
Abraço deixado.
Beijos.

pin gente disse...

as tuas palavras encaixam tão bem no que sinto. mudo o sujeito!
já aqui não vinha faz tempo, fico com pena de não te encontrar em casa.
e deixo-te um abraço.
luísa