Todos os textos são originais e propriedade exclusiva do autor, Gasolina (C.G.) in Árvore das Palavras. Não são permitidas cópias ou transcrições no todo ou/e em partes do seu conteúdo ou outras menções sem expressa autorização do proprietário.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Hoje como antigamente

Amparou o rosto entre mãos, o olhar em frente, nada para ver, o minimo é o tudo e tudo lhe leva a atenção. Balança os pés que não tocam no chão. Um meio-tempo em que pára no espaço, não há cérebro, não há mundo, não há ela. Ao estalar de dedos volta à vida, aos sons, às cores, formas, à consciência do seu corpo e mais exactamente das veias que azulam a mão e se prolongam pelo lápis afiado rombo a canivete.
Há branco e linhas muito fininhas anil.
E depois há palavras, há frases que lhe sussurram no cabelo, nas orelhas, pescoço, aquecem-lhe as costas, escaldam-lhe a lingua que escondida dentro da boca vai repetindo as palavras, as frases e tudo o mais que a queima.
Sai incontrolável.
Enche.
Esvazia-se.
Foi tudo muito rápido. Desenha flores de cinco pétalas, um sol de raios compridos, uma erva aos bicos. Num canto uma metade de um rosto. Sem mãos a amparar mas a olharem-na de frente.

30 comentários:

pront'habitar disse...

hoje como no futuro...

Laura disse...

É tudo muito rápido...
E depois há um nó que se forma na garganta, porque as palavras cabem-me tão bem...

marisa disse...

Lindo, Gasolina! Suponho que sejam momentos de criação ao longo do teu caminho (num deles imagino a Gasolina da foto no P. dos pequenitos).
Beijo grande

marisa

JC disse...

Por vezes necessitamos de passar para outro "mundo", alhearmo-nos de tudo o que nos rodeia.
Quando regressamos gostamos que alguém nos sussurre ao ouvido, uma frase bonita, uma palavra que nos encante.
Beijinhos

Mateso disse...

O vazio recriaso ou o Recriado vazio?
Uma viagem ao interior... Forte e preciso.
Muito Bom.
Bj.

ASPÁSIA disse...

POIS É, GAS!

NÃO SE PODE ESTAR SEMPRE CHEIO NEM SEMPRE VAZIO!
OS MOMENTOS DE VAZIO SÃO NECESSÁRIOS PARA PODERMOS VOLTAR A ENCHER-NOS... DE COISAS BOAS, SE POSSÍVEL, ATÉ DA IDEIA DE UM DESENHO SIMPLES MAS EM QUE CADA LINHA RETRATA UMA EMOÇÃO...

BEIJINHO (RE)NASCENDO...

f@ disse...

Sempre a incendiar as pa lavras...
As flores de infinito sempre um gesto com a luz e o brilho de sol...

*Passeia nas nuvens e apanha lá um prémio dourado pelas estrelas…

Beijinhos das nuvens

Teresa Durães disse...

ir de encontro ao espaço sem tempo para podermos regressar

Mateso disse...

Tens algo para ti no meu azul, se o quiseres, claro está.
Um bj.

CNS disse...

Uma torrente que urge sair pelas mãos.Um vazio cheio de tudo.

um beijo

margarida já muito desfolhada disse...

há muito, muito tempo ninguém me sussurra ao ouvido, por culpa minha, talvez. tenho que tratar disso.

SONY disse...

Gostei de imaginar essa flor de 5 pétalas e os raios de sol compridos, a erva bicuda ;-)

é bom saber que mesmo não estando, estará sempre alguém a amparar, a olhar-nos de frente :-)

Jito enormeeeeeeeeeeeeee,
sony
gosto de ti...e do teu desenho :-)

Arabica disse...

Gas,


e tantas vezes estalamos os dedos!


e tantas vezes saímos incontroláveis, sem mãos que nos seguremos passos...


Bom domingo!

impulsos disse...

Já li e reli o texto que adorei e agora fico aqui parada sem conseguir dizer seja o que for...

As tuas palavras são sempre tão reais, tão simples, tão especiais, que se torna difícil dizer-te o quanto elas nos(me) tocam!

Admito-te imenso e sempre que aqui venho é com a certeza de que será um prazer ler-te.

Beijo

Gasolina disse...

Pront'habitar

Sim... Na verdade continuo hoje a perder-me como se estivesse noutro mundo e de repente!

Saiem em torrente as palavras.

Beijo

Gasolina disse...

Laura,

Desse nó.

O que me ensinaste sobre o nó.

Abraço em ti.

Gasolina disse...

Marisa,

São de facto os meus momentos comigo, com os meus eus, com as letras.

Desde sempre que me recordo assim. Parada e disparada.

Beijo para ti, para o Reno

Gasolina disse...

JC,

(sorrio)

Sim. Muito. Até mesmo quando o que me chama, o que me sussurra e aquece sejam homens e mulheres inventados.

Beijo. Ao mar revolto.

Gasolina disse...

Mateso,

Bela questão... Que não sei responder.

Talvez os dois?
Um motor a dois tempos?
Hum...

Beijo em ti Querida Mateso

Gasolina disse...

ASPÁSIA,

O CURIOSO É QUE SE SE ESTÁ VAZIO DE ONDE EMERGE O CHEIO PARA DEPOIS SE EXTRAVAZAR?

ONDE ANDAM AS LETRAS, AS FRASES, AS ESTÓRIAS? QUANDO "ACORDO" ESTÃO NO PAPEL...

(DIVAGAÇÕES...)

UM BEIJO CHEIO DE ESTIMA, JARDINEIRA

Gasolina disse...

F@,

Sempre a colorir com as palavras... verbos carmim.

Prémio?
Quase sinto vergonha... Obrigado, Menina das Nuvens.

Passo sim, com gosto pelas tuas cores que são sempre douradas.

Um beijo e muito Obrigado.

Gasolina disse...

Teresa,

Gosto da tua definição.

Gasolina disse...

Mateso,

Seja lá o que for é bom, é do teu azul e eu agradeço com uma vénia perante ti.

Um beijo Querida Mateso.

Gasolina disse...

CNS,

Urge saír sempre. Sem escolher hora, lugar.
Quando me vejo sem papel tento memorizar as palavras, aconchegá-las até poder desfazer-me delas.

Um beijo para ti. Pelo tanto que me dizes.

Gasolina disse...

Margarida,

Chama.
Chama de dentro que vem...

Abraço+beijo

Gasolina disse...

Sony,

Rabiscos de garota!

Mas hoje em dia há dias em que vejo o sol assim, as flores com 5 pétalas e a erva muito verde aos biquinhos...

Beijos, beijos e mais beijos!

PS. Cuida-te!

Gasolina disse...

Arabica,

É bem verdade que eu não sei de onde vem o estalar dos dedos... mas que parece que o ouço e desperto e atiro-me às folhas, ao caderno! Sem dúvida!

Talvez um dos meus eus... que se debruça sobre o meu ombro e me chama...

Boa semana para ti.

Gasolina disse...

Impulsos,

Tu é que me deixas sem saber o que te dizer!

Obrigado.

Por estas guerras e pelas outras.
Pelo tanto que sempre tens estado do meu lado, aqui e do outro lado de mim.

É um privilégio saber-te.

Um beijo. Forte.

Patti disse...

Somos tantos, somos muitos cá dentro.

Gasolina disse...

Patti,

Somos mesmo, não é?!Uma multidão!

Eu sei que tu sabes. E isso deixa-me muito feliz.