Todos os textos são originais e propriedade exclusiva do autor, Gasolina (C.G.) in Árvore das Palavras. Não são permitidas cópias ou transcrições no todo ou/e em partes do seu conteúdo ou outras menções sem expressa autorização do proprietário.

sábado, 15 de março de 2008

Despir e Renascer


Chegou o tempo em que as folhas douradas foram varridas pela mão do homem e pelo sopro do vento. Chega o tempo de verdes hastes em que a brisa adocicada desponta o invisivel.
Despem-se os cinzas, renovam-se os brancos e amarelos, embebedam-se as manhãs no azul malhado de um orvalho puro. A terra abre-se, brota, pare sem grito nem dor uma vontade incontrolável do novo, sem defeito nem mancha de vergonha. Não há cicatrizes de um tempo parado e depois aberto, há uma explosão de rasgos que atira como seu o que de seu guardou e agora dá-se, exibe-se, revela-se, pavoneia-se na luxuria única de sempre surgir mais belo, porque de luas guardado tirou apenas da memória o que nunca se foi.

14 comentários:

Victor disse...

Querida Gasolina
Esta é a magia do renovar que exulta os nosso sentidos em cumplicidade única.
A sensualidade está à flor da pele pois festejamos a vida.
Te beijo.

pentelho real disse...

ela vem aí,
a bela primavera
que
tu cantas aqui.

laura disse...

e acordamos para a vida, com os sentidos renascidos...

marisa disse...

Viva a Primavera! A tua, a minha e a de todos nós.

marisa

Nocturno disse...

Tens esse dom de me roubar as palavras pois perante as tuas palavras nada me sobra.

Atacas-me
Violas-me
de tal modo a mente
que falham-me as forças para te comentar.

:)

Beijo

Amilcar Garcia disse...

Saludos: Palabras teluricas...!

gasolina disse...

Victor,

E como festejamos!
Há uma vontade cheia de novas forças que nos impele a sorrir e a encontrar nas mais pequenas coisas a doçura da vida.

Um beijo a ti, Querido Victor.

gasolina disse...

Pentelho,

Pois vem, mesmo que chova e a noite esfrie, há uma Primavera que rompe dentro de nós.

Fica bem, Realeza

gasolina disse...

Laura,

Eu fico sempre meio entontecida nestas alturas, perco a concentração, falam comigo e eu nem ouço... sempre foi assim, desde criança.
A minha Mãe dizía que eu voava atrás das joaninhas...

Um beijo

gasolina disse...

Marisa,

VIVA!

E que ela perdure em todos os homens.

Um beijo para ti.

gasolina disse...

Nocturno,

Que direi eu das tuas?

Fazemos uma troca... ou então ouvimos o grito do silêncio.

Um beijo de luar para ti.

gasolina disse...

Amilcar,

Gracias!
(sonrisa)
Que palabras poderosas!!!

Besitos

S.M.R disse...

Hepa!
É tempo de renascer!!!
Ela vem aí!!

Despir e renascer e voltar a despir e renascer de novo,e despe, e renasce!!!!

Ufa!!

Deveria estar cansada não era??!!!

Mas não sei porque não estou!

Quando acordo é dia 1 de um mês qualquer...dispo, vivo, visto, caio,levanto,respiro,vivo,dispo,renasço,caio,levanto,grito,rio...Acordo e digo:"Mãe! É fim do mês! Vou ter de ir às compras, não precisa de lista eu sei-a decor!"

Renasço tanto...que todos os dias encontro mais um cabelinho branco,olho e penso..."mais um?"

Definitivamente:renovam-se os brancos...em mim!

O tempo corre mas não me consegue apanhar!!!

Bom Natal minha Gasolina!

Foi dia da mulher???

Esqueci!
lol

Formiga despistada:-)

Hum...
Era suposto oferecerem-me uma rosa?
Prefiro um sorriso...
.-)
Sony

gasolina disse...

SMR,

Para ti:

FELIZ NATAL FORMIGUINHA!

Um beijo sem espinho algum.