Todos os textos são originais e propriedade exclusiva do autor, Gasolina (C.G.) in Árvore das Palavras. Não são permitidas cópias ou transcrições no todo ou/e em partes do seu conteúdo ou outras menções sem expressa autorização do proprietário.

segunda-feira, 17 de março de 2008

Crónicas do Tejo (XIII)



Há vento que encrista o rio.

Da Arrábida só uma mancha como se fosse um monte de farófias.

De Lisboa, um pardo céu.

No meio do Tejo, serpenteando entre correntes e distracções do Mestre, avisto uma estrada de luz vinda do alto, tocando directamente na beirada da minha margem. Só ali há vida, coisa que mexa...nem mesmo eu, aqui solta neste entremeio de terras tenho a certeza de que esteja acordada, desperta para uma semana que ninguém sabe se é de Primavera se dum Inverno vingativo.

Aprecio a água que tomba, uma sopa gigante acrescentada para tanta gente, que da boa vontade todos vivem, da acção só uns quantos sabem navegar.


(in Crónicas do Tejo, C.G.- 21/05/2006)

14 comentários:

Mateso disse...

Entre as farófias e o azul do céu, algures existe um ponto. Aí ,pequeno e ignoto está o Ser. , que sonha pulsa e vibra navegando riba à estação desabrochada.
Lindo.
Beijo

Victor disse...

Querida Gasolina
Ahhh este Tejo que eu amo e que tão bem sentes e descreves. Tejo das mil faces que sempre se aninha nesta margem que é amante.
Beijinho a meia viajem.

S.M.R disse...

Gasolina,
disseste tanto em tão poucas palavras!

"Aprecio a água que tomba, uma sopa gigante acrescentada para tanta gente, que da boa vontade todos vivem, da acção só uns quantos sabem navegar."

Permanecer vivo é característico de qualquer ser humano...estar vivo...deram-lhe vida...vive!!!

Agora apreciar a vida, aprender a apreciar tudo nela,transformar o mau em bom,ver como pode ser bonito e favorável uma tromba de água!Dividir o que é pouco,compartir, acrescentar ao que é pouco, e dele fazer muito, doar, acarinhar, tocar,viver também o que não é só nosso,viver não ver passar ao lado!

Tantos, mas tantos trocam tudo!
O significado de viver!viver não é estar vivo!
viver é dar vida a quem apenas está vivo!
Viver é estar dentro e não olhar do lado de fora!

Um beijo enorme,
Sony uma formiga que VIVE e ajuda a VIVER!
Que acrescenta a água na sopa :-) e não enche a barriga só de palavras!

ONDE ESTÁ A ATITUDE DESTE POVO!!!
Sony

papagueno disse...

Que seria de nós semo Tejo...
Bjks

margarida já muito desfolhada disse...

um lindo trecho.
de tristeza ou esperança?
ou simplesmente calma.

Carla disse...

com as tuas palavras o Tejo ganha outra beleza
beijos

gasolina disse...

Mateso,

Muito obrigado por tão belas palavras que dás ao Tejo.
Ele merece-as todas.

Um beijo meu para o teu lindo Azul

gasolina disse...

Victor,

Nós temos um privilégio enorme de termos o Tejo de um lado e o mar do outro.
...creio que amante serei eu por não saber qual deles escolher. Quero os dois.

E a ti um beijo de carinho

gasolina disse...

SMR,

Fazes-me sorrir...
Quase tinha saudades destes teus comentários de 20 cm....
E digo quase, porque te sinto sempre junto à Árvore.
De quem gosto sempre sinto.

Um beijo Formiguinha

gasolina disse...

Papagueno,

Eu garanto que sería bem mais triste.

Pois então, regozijemo-nos!

O meu beijo para ti, outro para o Bairro

gasolina disse...

Margarida JMD,

Olá.
Obrigado.

O Rio Tejo é tudo isso que dizes.
Por isso me embala.

gasolina disse...

Carla,

Obrigado pelo teu elogio.
Mas as honras vão todas para este feiticeiro que me deixa rasgá-lo mansamente todos os dias.

Um beijo

Aspásia disse...

"da boa vontade todos vivem, da acção só uns quantos sabem navegar."

BEM GAS!
ESTA É UMA FRASE QUE NÃO DESMERECERIA EM QUALQUER COLECTÂNEA DE CITAÇÕES DOS CÉLEBRES!

SENTI-MECONTIGO NO MEIO DESSE TEJO, ÁGUA POR BAIXO, AGUA E FARÓFIAS (MIAM) POR CIMA, DE UM LADO AS LÍSBIAS PARTES DE ODISSEUS, DE OUTRO OS BRAÇOS ABERTOS DE UM BOM NAZARENO A QUEM ALGUNS CHAMAM DEUS...

BEIJINHOS EM ACÇÃO :)

gasolina disse...

ASPÁSIA,

MUITO OBRIGADO PELA REFERÊNCIA, MAS GARANTO QUE A FRASE É APENAS UMA CONVICÇÃO MINHA.

TANTO SE FALA E TÃO POUCO SE FAZ.

AINDA BEM QUE TE SENTES COMIGO NESTE TEJO, DÁ-ME A TUA MÃO, SALTEMOS NESTAS FARÓFIAS E MOLHEMOS OS PÉS NO RIO.

UM BEIJO JARDINEIRA!