Todos os textos são originais e propriedade exclusiva do autor, Gasolina (C.G.) in Árvore das Palavras. Não são permitidas cópias ou transcrições no todo ou/e em partes do seu conteúdo ou outras menções sem expressa autorização do proprietário.

domingo, 17 de fevereiro de 2008

Por prazer



12 comentários:

pin gente disse...

e sente-se que o teu prazer é imenso...

Moonlight disse...

E nos meus sonhos aprecio o teu corpo, sou submisso aos teus gestos.

Beijo

Mateso disse...

Como tenho muito que comentar o que farei mais tarde , apenas digo por ora:
-Tens um pequeno desafio lá no AZUL.

gasolina disse...

Pin,

É mesmo.
Escrevo com a mesma necessidade de respirar e um dia se esta vontade se for e o prazer terminar espero encontrar qualquer outra coisa que me faça viver tão intensamente quanto a dança já mo fez e agora o verbo.

Um beijo.

gasolina disse...

Moonlight,

Obrigado por tamanho galanteio.
O Verbo envaidece-se.

Uma vénia,
Beijo

gasolina disse...

Mateso,

Desafio?
(ai,ai..)

Vou até ao teu Azul com todo o prazer.

Um beijo

pin gente disse...

já tinha reparado que temos pelo menos duas afinidades...
a menina dança ou ou já tem par?

Dias disse...

Sonhos transparecem do verbo que dá ao corpo a palavra.

Muito bonito miuda.

Beijo na petala.

gasolina disse...

Pin,

A menina dançou.
Agora sonha.

Um beijo :~D

gasolina disse...

Dias,

Obrigado.
Epero que os sonhos nunca me fujam. Essa sería a morte da minha palavra.

Um beijo. Guardo essa pétala que não murcha.

Mateso disse...

o verbo é o início, o verbo é a palavra, o sonho é sempre o verbo.
Beijo.

gasolina disse...

Mateso,

Nada mais acertado e mais sábio que as tuas palavras.

Um beijo grande.