Todos os textos são originais e propriedade exclusiva do autor, Gasolina (C.G.) in Árvore das Palavras. Não são permitidas cópias ou transcrições no todo ou/e em partes do seu conteúdo ou outras menções sem expressa autorização do proprietário.

quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

Os meus segredos (sete)

Na frieza da noite que ainda pingava sobre o mundo saí para a rua.

Já tinha, aliás, saído antes, que levei estas horas como um soldado na guarita, mas sem rendição.

Foram as horas que se cruzaram comigo que o resto dormía letárgico num abandono do corpo, da natureza própria que não tem explicação, naquele tempo em que adormecemos e não sabemos para onde vamos.

É uma perda de tempo. Um mal necessário e absoluto.

Como a noite. Que precisa de chegar para que o dia a ultrapasse. E o frio, que antecede o Estio.

Nesta noite tive o escuro, o frio e o mundo só para mim.

Uma rua inteira só para mim, de cima a baixo.

A envolver-me, apenas a neblina fantasmagórica e húmida como um anjo da guarda.

Talvez outro soldado que não tem quem o substitua.

Afinal tudo é único.

Até eu nestas horas perdidas.



(in Os meus segredos, C.G. -08/11/2005)

17 comentários:

Putty Cat disse...

:)

Uma noite que seja.
Nós do Mundo. O Mundo todo em nós, na nossa unicidade.


Beijos, Borboleta.

lamia disse...

Em horas perdidas encontramos, por vezes, coisas muitos interessantes. Dentro ou fora de nós.

Lu@r disse...

Tu e o mundo e eu aqui a pensar em ti.

Beijo com o meu sabor

poetaeusou . . . disse...

*
afinal tudo é único,
,
eu acredito,
,
*
xi
*

Aspásia disse...

DE PIRATA A SAMURAI...HMMMM... ESTÁ PATENTE EM TI UM ESPÍRITO "GUERREIRO" ;)...

E AS HORAS NÃO SÃO PERDIDAS SE PASSADAS A BEM ESCREVER! MAS HÁ QUE TENTAR DORMIR O SUFICIENTE, POR MUITO QUE A CRIAÇÃO INQUIETE O SONO DO CORPO E DO ESPÍRITO...

BEIJOKA PACÍFICA...

PS - HOJE O MEU ESTERNOCLEIDOMASTOIDEU PREGOU-ME CÁ UMA PARTIDA! FIQUEI SEM RODAR O PESCOÇO, MAS JÁ MELHOREI, GRAÇAS À MAGNÍFICA TERAPEUTA QUE TRATOU O MEU PAI.

Aspásia disse...

QDO ESCREVI "SAMURAI" NAO TINHA VISTO O NOME DA IMAGEM! MAS ENFIM PERCEBE-SE BEM QUE É...

SAYONARA SEM HARA-KIRI!

Victor disse...

Querida Gasolina
Em noites de solidão caminhamos terras sem fim. No sonho que tenho recorrente de voar espaços sem fim.
Beijinhos.

Tchivinguiro: onde nasci. disse...

Tudo é, de facto, irrepetível.

Beijo.

£oµ¢o Ðe £Î§ßoa disse...

Gostava de ser senhor de todos os teus segredos.

gasolina disse...

Putty,

Acho que nem que seja por um segundo, um fio de tempo que seja, sentimo-nos nós o mundo, não é?

Obrigado Miúda Valente!

gasolina disse...

Lamia,

Não podía estar mais de acordo contigo.

E tu és mestra nessas descobertas.

Um beijo

gasolina disse...

Lu@r,

Ora, ora... fosse eu assim importante!

Beijinho para ti!

gasolina disse...

PoetaEuSou,

Tu acreditas e sabes, pois és homem do mar. O da grande Nazaré.

BEI/De MARÉ

gasolina disse...

ASPÁSIA,

PARA ALÉM DO ESPIRITO ESTÁ TAMBÉM A MINHA HERANÇA, O QUE CARREGO COMIGO COM DIGNIDADE E ORGULHO.

E CONFESSO, UM GOSTO MUITO ESPECIAL POR ARMAS. NÃO PARA USO, MAS SIM MANEJÁ-LAS.

DORMIR?
POIS... ÀS VEZES DURMO.

E HARA-KIRI NUNCA! SOU DEMASIADO MEDRICAS PARA TAL!

BEIJOS JARDINEIRA

PS: ESPERO QUE O ESTERNOBLABLABLADEU TENHA IDO AO SITIO. SENÃO CHAMA-ME. SEI PÔR ESSAS COISAS NO SEU DEVIDO LUGAR.

gasolina disse...

Querido Victor,

Tu que és sábio e muito me tens ensinado, reconheces que até na solidão há sonho.

Obrigado.

Um beijo com muito carinho

gasolina disse...

Tchivinguiro,

É mesmo.

Por vezes um lamento assoma-me por algumas coisas não se voltarem a saborear.

Beijinho

gasolina disse...

Louco de Lis,

Não o queiras.
Ficavas doido de vez.