Todos os textos são originais e propriedade exclusiva do autor, Gasolina (C.G.) in Árvore das Palavras. Não são permitidas cópias ou transcrições no todo ou/e em partes do seu conteúdo ou outras menções sem expressa autorização do proprietário.

domingo, 5 de julho de 2009

Distinção Julho 2009







Há blogs que pela sua qualidade me merecem destaque.

Seja pelas palavras ou pela imagem, pela constância do nível e empenho do seu autor, pela inovação dos temas, pela simplicidade com que me fazem viajar. Pelo tanto que me dão.

Assim, resolvi publicamente nomeá-los, sendo certo que a regra única é o meu gosto pessoal pelo blog.Não é um prémio nem um meme.Não é uma corrente e logo não é transmissível a mais ninguém pelo que só a Árvore das Palavras tem o direito sobre o registo de os indicar e o indicado não o pode oferecer.

Todos os meses, aos primeiros dias, revelarei a minha escolha. Publicarei aqui o selo Distinção Árvore das Palavras com a identificação do meu seleccionado de cada mês e gostaría que o blog distinguido também o exibisse. Mas isso já fica por decisão do visado.



Julho é um mês despreocupado. É assim que leio a escrita de RB, Pensamentos SGPS.



Num primeiro tempo. Porque após o deglutir das palavras, o incómodo. E depois a surpresa: A cada dobrar de parágrafo embate-se na gente comum, traços dos que conhecemos, dos que iludimos na ignorância da cidade grande que devora identidades.




Não se creia que o que se usufrui é o produto de um trabalho fácil, a fluidez de tal verbo deve-se ao facto da manipulação partir de quem sabe manejá-lo com mestria.



RB conhece-os, revira anonimatos e oferece jóias a cada texto que se sorve avidamente.

6 comentários:

Isabel disse...

:)

de doer.


como rasgo que se dobra a cada parágrafo.
por aqui.

na palavra devorada. belíssimamente.

(obrigada)


(tb a gostar muito do R.B.)



(piano)

RB disse...

Agora fiquei mesmo sem palavras... Obrigado...

Teresa Queiroz disse...

boa escolha!!
acabei de ler agora mesmo o post :)

Gasolina disse...

Isabel,

Palavras de dor. De calor. De ver: com o olhar, com a boca, a ponta da lingua, com o cabelo num dia de ventania, com sabores pimenta-rosa e canela-memória. E chuva que amo.

Isto "é" apenas eu. Um dos eus de mim.


Obrigado pela tua delicadeza.

Gasolina disse...

RB

Não faz mal.

Eu sei onde as encontro. Nos teus textos.

Que sempre agradeço para me enriquecerem.


Beijo a ti.

Gasolina disse...

Teresa Queiroz,


Qual post?

O meu ou o do RB?