Todos os textos são originais e propriedade exclusiva do autor, Gasolina (C.G.) in Árvore das Palavras. Não são permitidas cópias ou transcrições no todo ou/e em partes do seu conteúdo ou outras menções sem expressa autorização do proprietário.

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Aos poucos

Aqui há uns tempos disse que havería de contar verdades, revelar verdades que respiram e têm pele própria, independentes no carácter e forma de estar, género, gostares, convicções.


Não me interessa que gostem ou desaprovem. O gesto é meu. O eu de mim é meu. Mas não me procurem por lá porque não me vão achar, fui pequena ferramenta nas mãos de quem se intitulou no direito de gritar eu existo, eu sou.


Apresento-vos o Quarto do Crescente.


Hão-de perguntar por que raio faço eu este convite, esta revelação... Na altura devida compreenderão, nem tudo é entendível como objectivo e concreto, muito menos imediato.


Hoje não escrevo. Deixo esse trabalho para outro de mim que já o fez.

16 comentários:

O QUATORZE disse...

Olá.Boa tarde
No fundo eu tambem acho que todos os dias são para ser vividos apaixonadamente, mas podemos dizer que todos tambem são diferentes,não há um igual ao outro, assim tanto faz ser a 14 ou a 15, são diferentes.
Amizade
LUIS 14

Abssinto disse...

O teu lado de silêncios.

Obrigado pelo convite, G.

*

Gasolina disse...

Luís XIV,

Por isso mesmo.
Dia 14 ser o dia dos namorados, especificamente, para mim é uma hipocrisia.
Já sem falar que é coisa importada dos States...

Fica bem, boa semana

Gasolina disse...

Abssinto,

Também.
Mas muito para além, o ruído de outros.

Obrigado eu pela tua generosidade.

Um beijo grande A.

escarlate.due disse...

bem... fiquei a saber que outro de ti é excelente

Gasolina disse...

Escarlate,

Muito obrigado.

E eu fiquei a saber de onde te "re"conhecía... Bom voltar a encontrar-te.

Teresa Durães disse...

quando quero dizer algumas das minhas verdades também não me preocupo com a opinião dos outros (excepto se for para ponderar outra perspectiva)

Mateso disse...

continuo a ler-te... sempre.
e então as memórias...
Bj.

Laura disse...

...voltei a ficar sem ar. Lua, já te contei a minha história da lua? Tenho de o fazer um dia destes.
Saudades de falar contigo.

casa de passe disse...

Bem a sra parece o euromilhões!


e escreve muito!

tem sempre assim, veia?


(Loulou)

poetaeusou . . . disse...

*
Quarto do Crescente,
reduzi os supeitos a tres,
estavas incluida,
existia algo . . .
que conhecia sem descobrir . . .
,
misteriosas conchinhas, deixo,
,
*

Gasolina disse...

Teresa,

Mas olha que falar verdades tem um preço...

Gasolina disse...

Mateso,

Obrigado.

Por tudo e ainda mais o azul.

Acabam por ser a cor das minhas memórias.

Um beijo

Gasolina disse...

Laura,

Não, ainda não contaste.
Mas o que temos de bom são as histórias que temos por revelar uma à outra.

Muitas saudades de te ouvir voz de sol!

Um beijo imenso!

Gasolina disse...

Casa de Passe,

Euromilhões?

Onde?

Escrevo um pouco. Muito pouco para o tamanho da veia. O tempo é que me falta. Houvesse tempo, houvesse, Menina Loulou!

Gasolina disse...

PoetaEuSou,

Ups!
Tenho que me cuidar!

Mas acho que tu és expert em descobrir-me...
É bom sabê-lo. Muito bom.

BEI/de MARÉ