Todos os textos são originais e propriedade exclusiva do autor, Gasolina (C.G.) in Árvore das Palavras. Não são permitidas cópias ou transcrições no todo ou/e em partes do seu conteúdo ou outras menções sem expressa autorização do proprietário.

segunda-feira, 3 de março de 2008

Sonhar é preciso



Sento-me sobre passados e conselhos dos mais avisados que não devo esperar pelo que não se vê.

Já sei, já mo disseram muitas vezes, tantas que agora me dou a luxos de esquecê-los e de mouca troçar do que gritam. Também me falaram de esperança e de utopias. Rio-me... Vem-me à memória um Abril que já ninguém esperava e não respondo.

Falam-me de ter os pés assentes na terra mas só me ligo à terra quando danço. Ou quando canto. Ou quando escrevo desalmadamente. Ou quando deitada no chão húmido de uma serra calada deixo o céu azul abafar-me no peito, braços abertos a sentir a imensidão do mundo que posso abarcar num abraço só. Ou na partilha de um gosto comum, na gargalhada sem razão alguma apenas a de tontería.

Não sei que fazer desta vida sem o sonho, sem a sonhar mil e uma vezes e mil e uma vezes de forma tão diferente e sempre contrariar-me na oportunidade de morrer devagarinho no conforto simpático de saber que o amanhã me bate à porta fardado, de embrulho na mão e me estende com um bom-dia ensaiado este é o seu dia de hoje, todo programado!


(não é que rimei?!)

26 comentários:

laura disse...

há uns dias disseram me que as nossas palavras são, de certa forma, parecidas. fiquei lisonjeada. escreves tão bem e sim, encontro-me muitas vezes nas tuas palavras, como hoje...

Amilcar Garcia disse...

Saludos!:
O problema vem quando sonhamos realidades; ¡sempre me passa! Meus sonhos são mais singelos que minhas realidades. O não poder atingir um sonho impossível não me frustra… O sonhar realidades básicas e não as conseguir me anula…

Moonlight disse...

O que sentes comanda os sonhos...

Deixa-te ir naqueles que consentes.

beijo

M. disse...

É deixá-los falar, oiça-os o vento. Pés assentes na terra terás o tempo de uma eternidade. Por ora, deixa-te ter o que eles não têm, não abraçam,não alcançam apenas porque não sabem sonhar, ler no azul, dar gargalhadas sem razão, enfrentar o amanhã sempre erguida.

Beijo.
Le nôtre.

poetaeusou . . . disse...

*
prefiro,
um chão, feito praia,
quente por um sol aberto,
numa mescla de cheiros,
a iodo, a maresia, a mar,
,
conchinhas
,
*

wiLey_Lewis disse...

O sonho comanda a vida, já dizia o António Gedeão.

Mais um texto muito bonito. Bj

gasolina disse...

Laura,

Quem to disse disse-mo a mim, o que aceito vaidosa, como um elevado elogio.

Mas também porque sinto nas tuas palavras muitas das verdades das minhas e que me assentam tão bem.

:~D

Um beijo

gasolina disse...

Amílcar,

Hola compañero!

A mi me frustra todo lo que no puedo alcanzar... al fin sueños e realidad se mesclan.

Que hacer de la realidad sin sueño?
Una monotonia que mata.

Besitos

gasolina disse...

Moonlight,

Obrigado por me compreenderes.
E me dares a mão.

Beijo grande para ti

gasolina disse...

M.,

Não esperaría de ti outra coisa, outras palavras.

Estás certissima, deixá-los falar... aos infelizes.

Bisou, toujours et sans doute le nôtre.

gasolina disse...

Poeta Eu Sou,

E esse chão de areia que falas não é sonho?!

BEI/de MARÉ

gasolina disse...

Wiley,

Olá!

Bela lembrança.
Muito obrigado, um beijo para ti.

Serenidade disse...

Há que sonhar, há que lutar pelos sonhos. Vida é activa e não passividade típica dos sonhos que sonhamos acordados com saudade de algo...

Serenos sorrisos

Joanne disse...

Eu só ligo à terra quando danço! Que texto mais dificil de adjectivar...Divertido, solto, livre, harmonioso...não interessa, só sei que adorei!

GarçaReal disse...

Programamos a vida...

Os sonhos por vezes não cabem nela...Porque morreram.

bjgrande

MBSilva disse...

FANTÁSTICA, como sempre!!!

Sorrio...

Beijinhos com saudades!

gasolina disse...

Serenidade,

Obrigado pela visita e pelas palavras com as quais concordo.

Sonhar é vital.

Fica bem

gasolina disse...

Joanne,

Parece que tb gostas de dança... isso deixa-me muito feliz.

E sim, sonhar, sonhar muito e sempre até ser muito velhinha e voltar a sonhar quando fazía pontas.

Muito obrigado pelas tuas palvras.

Beijinho

gasolina disse...

Garça Real,

É o que faço de menos, programar a minha vida!
De cada vez que o tentei fazer os planos saíram totalmente ao contrário.
Claro que há coisas que obedecem a horários e tarefas a cumprir e nisso sou rigorosa. Mas quanto ao resto vivo um dia de cada vez.
E permito-me sonhar.

Não gosto de te pensar assim, triste...

Beijo grande

gasolina disse...

MBSilva,

Obrigado minha Madrinha!

Tenho muitas saudades, tantas...

Beijinhos

S.M.R disse...

Adorei este texto:
"...gargalhadas sem razão alguma apenas de tontería..."

Não serão estas as mais saborosas :-)

Quem não sonha na vida, não a sabe viver!

Não se consegue viver sem sonhar!
E aqueles que sonham acordados são os que ainda esperam muita desta vida...os que não o sabem fazer não vivem...sobrevivem!

Olha eu aqui a sonhar:-)

Sonha muito!
SEMPRE!
Beijo
Sony
Formiga a sonhar:-)

Abssinto disse...

Alma de artista (sim, versejaste!)

velha gaiteira disse...

diria que conheço mão parecidas!

gasolina disse...

S.M.R.,

Eu sei que sim, Sony.
E por isso te aprecio. E porque sabes o valor da vida e o dos sonhos e que ainda viver à séria, é isso mesmo.

O meu sorriso para ti, Formiguinha.
E beijo, claro, beijo.

gasolina disse...

Abssinto,

Fazes-me sorrir...

Talvez até tenha alma de artista, mas a condição humana obriga-se a vergar na dureza de coisa prosaica.

Obrigado pelo teu carinho.

gasolina disse...

Velha Gaiteira,

Ainda Bem!

Quando dois sonham e quatro mãos se unem mais força há.