Todos os textos são originais e propriedade exclusiva do autor, Gasolina (C.G.) in Árvore das Palavras. Não são permitidas cópias ou transcrições no todo ou/e em partes do seu conteúdo ou outras menções sem expressa autorização do proprietário.

quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Flechas



Há coisas que simplesmente fazem o dia. O meu. Podem parecer quase inúteis, nada de palpável ou visivel mas apenas enchem o coração e fazem parecer mesquinhos todos os ruídos sem interesse que muitas coisas e muitas pessoas fazem à nossa volta.

Falo de gestos, sons de vozes que nos chegam, macios, reencontros com amigos que não víamos há algum tempo, descobertas do outro, uma carta, um simples recado.

Tudo isto me inebria, eleva o meu bem-querer, faz-me especial.

A coisa sem forma tem uma beleza muito além da dimensional e tocável porque a torna tão unica e rara, semelhante à mão do arqueiro, certeira, firme.

Hoje fui atingida por várias flechas. Estou vaidosa sim. Mas apenas porque me apercebi da riqueza que me foi entregue.

4 comentários:

Aspásia disse...

FLECHAS, HMMMM...

AS MAIS FAMOSAS DA HISTÓRIA
FORAM AS DO GUILHERME TELL
E SE NÃO FALHA A MEMÓRIA
AS DO CUPIDO DE MEL!

SERIAM AS DO PRIMEIRO
QUE ATINGIRAM TEU SER?
HMMMM... ESTÁ-ME CÁ A PARECER
QUE O CUPIDO FOI O ARQUEIRO
QUE TE FEZ ESTREMECER...

FOSSE OU NÃO, SE TE ENRIQUECERAM, ISSO É QUE IMPORTA GAS!
"NÃO TE PODEM ATIRAR ROSAS SEM QUE TE ATIREM TB. OS ESPINHOS!"...

BEIJINHO DISPARADO COM SUAVIDADE ! ;)

gasolina disse...

ASPÁSIA,

TU ÉS UM FENÓMENO!
VERSEJAS ATÉ SOBRE O KG. AMEIJOA SE PRECISO FOR!

E QUAL FOI O ARQUEIRO?
HUM... ISSO NÃO VOU DIZER MAS GARANTO-TE QUE ESTOU MUITO FELIZ!

BEIJOS E BEIJOS, JARDINEIRA

Dias disse...

E mereces, és linda, e o texto também :)

Gosto de te ler sentimentos desta forma aberta, porque é um suporte em que te acho menor.

Digo-to desde que nos cruzamos, alguem que descreve tão bem, devia ser igualmente sublime a transpor os sentires dos intervenientes.

Abraço grande

gasolina disse...

Dias,

Obrigado pelos teus adjectivos, obrigado mesmo.

Beijo em ti. Tombado, claro!